quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

O sorriso do lagarto

Meus caros, o apresentador e editor do Jornal da Globo, William Waack era só felicidade ao anunciar na edição do dia 19 de fevereiro o fim da era Fidel, naquele que é considerado o último reduto socialista do mundo: Cuba. No editorial, Waak exibia um largo sorriso ao tecer comentários depreciativos em relação ao regime cubano, sempre relevando aspectos econômicos e imputando a Fidel, a culpa pelo atraso tecnológico do país. O jornalista ainda fez uma comparação infeliz ao fazer um paralelismo entre o PIB do estado da Bahia em relação ao da ilha caribenha, dizendo que ambos tem o mesmo valor, U$ 45 bilhões. Deu entender que a assim como Cuba, a Bahia é porto de miséria e atraso.

Por ideologismo, as organizações Globo sempre se referiram a Fidel Castro como um ditador, isso vai desde o jornal O Globo, rádio CBN e na própria TV. Nunca observei no noticiário internacional qualquer tipo de referência, a contestar a legitimidade de carniceiros como Perves Mussharraf, ditador do Paquistão, Álvaro Uribe, líder das milícias colombianas e do ‘rato’ Silvio Berlusconi ex-premier e maior corrupto da Itália, envolvido em vários escândalos e onde é proprietário de empresas de comunicação e também do clube de futebol Milan. Infelizmente empresas de comunicação classificam e estereotipam pessoas e personalidades conforme seus interesses que nem sempre são tão transparentes quanto parecem e se autodefinem.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...