domingo, 4 de maio de 2008

"Para inglês ver"

Boy George, astro pop inglês

Meus caros, a democracia no Brasil é definitivamente “para inglês ver”. O episódio envolvendo a proibição da Marcha da Maconha revela que vivemos um pseudo-regime de estado de direito nas liberdades civis e na livre expressão. No Brasil se tornou hábito rasgar os preceitos constitucionais que são em tese, os definitivos para a prática do respeito e convivência em sociedade. Nos EUA, país que tantas vezes é citado como um mau exemplo de democracia, é livre a expressão de qualquer tipo de opinião. O problema é que lá, quem pensa e tenta fazer diferente, passa a ser marginalizado e excluído do sistema. São vários nomes que podem ser citados como Noam Chomsky, Ernest Hemingway, Romam Polansky entre outros.

Não quero fazer proselitismo e nem dar uma de bom moço, eu desejo continuar a ter minha opinião escrever o que penso. A rua é ainda, o principal espaço público para as manifestações de opinião. É paradoxal quando a mídia não se manifesta e se posiciona em relação a essa proibição contra a marcha. Será que só existe censura quando se coloca um milico na redação ou quando se tenta organizar a 'zona', criando um conselho de jornalismo?
Já está na hora de algumas pessoas mostrarem a ‘cara’ e dizerem realmente ao que vieram pensam.

P.S Cadê Fernando Gabeira e Carlos Minc que sempre foram militantes da descriminalização da maconha, mudaram de idéia?
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...