quinta-feira, 19 de junho de 2008

Quando a informação é "capital"

Eike Batista / Reprodução O Globo

Meus caros, a cada dia fica provado que a informação é realmente o capital da sociedade da informação numa economia globalizada, como a que vivemos atualmente. A alta de preços dos alimentos é resultado desse fluxo informacional gigantesco que circula pelo mundo. No universo da economia as matérias-primas originadas e processadas a partir de recursos naturais são denominadas de commodities.

Os economistas e posteriormente os negociadores (especuladores) criaram várias classificações para origem desses produtos; minerais (ouro, petróleo e ferro), animal (bovino, suíno e aviário), vegetal (soja, milho, algodão e feijão) e processada (tecidos e celulose). A especulação começa quando o negociador/intermediário (especulador) vende ações/ papéis, em um mercado destinado a esse tipo de negociação. A partir de informações sobre produtividade, venda e consumo, à mercadoria é incorporado um valor de mercado para sua compra e venda. O nome desse mercado é Bolsa de Mercados Futuros.

Ganha dinheiro quem compra por um determinado valor no dia da compra e revende em outra data, por um valor acima do comprado. Essas promessas/ papéis de pagamento são negociadas, geralmente a partir do cumprimento ou não de determinado contrato de fornecimento, alta ou quebra de produção, disponibilização ou retenção de estoques. Assim se forma o preço.

Bom, você deve estar achando minha explicação um pouco didática, mas é assim que funciona. Pessoas e grupos ganham muito dinheiro com especulação. Nesta situação a informação tem papel preponderante na obtenção do lucro fácil. Quem tem acesso a ela tenta de alguma forma criar situações para especular. Quer um exemplo? Existem estudos e relatórios conclusivos sobre a escassez das reservas de petróleo para um prazo próximo de 30 anos. Com isso, alguns países que possuem o chamado “ouro negro” diminuem a produção e forçam a alta do preço. Em economia, o que sempre prevalece é a “Lei da Oferta e da Procura”. Quando se têm pouco é mais caro, quando se têm muito é mais barato. É assim que funciona...

O fato, é que do petróleo se derivam diversos insumos que formam o preço de uma commoditie. São fertilizantes para agricultura, combustível para transporte de produção e processamento industrial. É a cadeia produtiva que vai agregando preço e especulação.

Ainda, analisando o papel da informação vejamos o anúncio da entrada da nova empresa do magnata Eike Batista, a “OGX” na Bolsa de Valores de São Paulo. Só na primeira semana obteve uma alta de 10%, com uma capitação que chegou a R$ 6 bilhões. E assim, poucos ganham e muitos perdem. Viva o capitalismo! Hahahaha...



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...