quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Vigiar e punir, o choque de ordem

Prefeito Eduardo Paes e o "comissário" Bethlem?


Meus caros, as recentes ações da Prefeitura do Rio de Janeiro batizadas de “choque de ordem” , têm demonstrado que o novo prefeito inicia o mandato querendo serviço. De imediato, o "comissário" Bethlem aparece como o principal executor das ações de repressão ao comércio ilegal, demolição de obras irregulares e reboque de carros.Obviamente, que a nossa mídia, representante da opinião pública apóia a nova diretriz administrativa da municipalidade.

A sensação que tenho, e de que as produções jornalísticas tratam o assunto, como um combate a uma praga de baratas e ratos. Vejam por exemplo, a cobertura em relação às ações em comunidades de baixa renda. A mensagem que essas produções passam é de uma simplificação e redução do problema, não relevando os aspectos históricos sociais de uma cidade caótica como o Rio de Janeiro.

Sabe aquele papo de botequim, em que sempre pinta aquela opinião politicamente não correta, muito identificada com o personagem Justo Veríssimo, protagonizado pelo humorista Chico Anísio, que sempre vinha com aquele bordão: “Pobre tem que morrer, eu quero mais é que se explodam!”. Pois é, esse discurso geralmente é utilizado pelas viúvas lacerdistas que sentem saudades da antiga Guanabara e dos “amáveis” generais da Redentora de 64.

Não estou aqui, de forma alguma, defendendo a bagunça generalizada que se tornou a Cidade Maravilhosa. Acho que é importante cobrar das novas autoridades municipais, um posicionamento mais responsável e comprometido com uma boa governança. Não é na base da bordoada e apoiando essas ações pirotécnicas, que vamos resolver nossas mazelas sociais.

Por detrás do discurso de ordem e das remoções, é preciso cobrar políticas públicas que tratem da organização da cidade, a partir do tratamento das verdadeiras causas do caos urbano carioca. Na verdade, vejo que a mídia está legitimando o discurso do Justo Veríssimo, ao realizar um enfoque passivo sobre o trabalho do "comissário" Bethlem.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...