terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Não somos Hooligans

Meu prazer agora é risco de vida...

Meus caros, O Brasil , sobretudo, o Rio de Janeiro têm como uma das suas principais características sua diversidade cultural. Eu que moro nesse caldeirão de diversidade, que é a Cidade Maravilhosa, tenho por hábito freqüentar um de seus espaços mais famosos: o Maracanã. Uma arena de alegrias e tristezas, sentimentos que você pode exprimir em um só jogo de futebol, durante uma hora e meia. É a aplicação da velha máxima romana: Dê ao povo, pão e circo. Eu sou um daqueles que acha que o ludopédio serve para alienar, mas como que inebriado, me rendo ao seu fascínio. Adoro futebol.

Na história, e na base da formação da nossa cultura popular, o futebol foi incorporado como um elemento determinante de mobilização das massas. Os políticos e administradores públicos, sempre souberam tirar proveito do fenômeno, o Maracanã é a prova física disso.

Bom, estou tocando essa ‘bolinha’ e alçar para uma constatação que fiz no jogo Fluminense e Vasco, no último dia 08/02. Atualmente, no Rio de Janeiro, vivemos o chamado “Choque de Ordem”, uma série de ações para o reordenamento público da cidade, que hoje é uma verdadeira bagunça. É camelô, mendigo, estacionamento irregular e outras infrações cometidas na maior cara-de-pau, na cidade toda, mas também próxima à arena mais famosa do Brasil,

O velho estádio vai ser confirmado como palco da partida final da Copa 2014. O problema é que toda essa preparação para a copa está envolvendo a modificação de hábitos e costumes para o público, tanto dentro quanto fora do estádio. Eu acho muita pretensão e até mesmo exagerado, o jeito como está sendo imposto, esse modelo baseado nos “bons modos” europeus e civilizados.

Não estou querendo dizer que o Maracanã é um exemplo de ordem pública. Obviamente, que coisas precisam ser feitas para melhorar o bem-estar dos freqüentadores. Mas a bola que levanto, fica por conta desse discurso primeiro mundista que é vendido pela mídia. Fico indignado com essa falácia, de que o futebol é freqüentado por arruaceiros e bêbados.

Quero de volta minha cerveja, não sou Hooligan!


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...