segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A responsabilidade da notícia

"cavalo dado não se olha os dentes", será?

Meus caros, o caso da brasileira Paula Oliveira como todos sabem, ganha contornos diferentes da versão original, quando foi divulgado que a advogada fora agredida por militantes de um partido neonazista suíço, na cidade de Zurique.

Até o momento, as autoridades daquele país não confirmaram a veracidade do ocorrido. O caso ganhou tanta importância que até o chanceler Celso Amorim convocou o embaixador da Suíça para consultas. O fato é que o caso se revela um tanto confuso, quando se trata da prática de jornalismo investigativo e, sobretudo, na transparência da informação por parte das autoridades envolvidas. Já tem gente dizendo que a divulgação do ocorrido foi feita de forma atabalhoada, e sem compromisso com a apuração. O jornalista Rui Martins é bem enfático, ao afirmar que a TV Globo espetacularizou a notícia e acabou vendendo um peixe podre. Segundo Martins, toda mídia brasileira pegou essa onda e acabou dando barrigada.

É muito cedo ainda, para esse tipo de constatação. As investigações não foram encerradas, mas o episódio revela mais uma vez a dificuldade de cobertura de casos desse tipo em terras estrangeiras, quando se trata de casos policiais envolvendo brasileiros no exterior. A imprensa brasileira sempre se antecipa e se afoba. Informação é igual a cavalo dado, é preciso olhar o dentes e desconfiar. Sempre...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...