domingo, 26 de abril de 2009

Político e imprensa, rola um swing?


Meus caros, na última sexta-feira (24/04) o simpático Senador Cristovam Buarque fez um discurso no plenário e deu uma definição interessante sobre a relação entre mídia e políticos. O lúdico parlamentar classificou a convivência como sadomasoquista. “Nós somos os masoquistas porque fazemos coisas que levam a mídia, corretamente, a denunciar, e, depois, nós sofremos com a denúncia que eles fazem, mas o pior é que eles sentem prazer em denunciar as coisas que são denunciadas”, bradou no púlpito.


Ao pesquisar o significado do termo sadomasoquista, achei essas definições: relações entre tendências diferentes entre pessoas buscando prazer sexual. O termo sadomasoquismo seria a relação entre tendências opostas, o sadismo e masoquismo. O sadomasoquismo nem sempre envolve o sexo com penetração, sendo muito comum a
masturbação mútua.


Creio que esse seria o termo mais apropriado para essa relação um tanto pervertida. No Brasil, que muitos dizem ser o país da sacanagem – com todo respeito! -, existe uma promiscuidade masturbatória entre imprensa e classe política. Reporto-me à venda de
dossiês no decorrer dos anos 1990 para a Revista Veja. Dizem que até pouco tempo atrás, havia um ilustre senador nordestino, morador do Rio de Janeiro, que adorava plantar dossiês em diversos veículos.

É, pelo jeito o personagem
Garganta Profunda ainda protagoniza um papel ativo nos anais do Senado. Será que o ilustre Senador Cristovam Buarque não entrou no clima? “Festa estranha com gente esquisita, não tô legal, não aguento mais birita”!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...