domingo, 5 de janeiro de 2014

Copa do Mundo 2014:O inimigo sou eu?

Foto: Gilberto Costa
Correspondente da Agência Brasil/EBC, em Lisboa ( Protesto em Portugal)

O ano começa e eis que surge um discurso que considero contraproducente por parte de colegas da esquerda petista: De que os protestos contra a Copa de Mundo estarão a favor da direita. Ora, estão a utilizar as mesmas armas e técnicas de terror da chamada “imprensa golpista”, que condenou violentamente os protestos iniciados em junho de 2013.

Vender a ideia antecipada de que a o torneio da FIFA será sabotado para prejudicar o governo é insensato. Isso não contribui em nada para o estado de direito e democrático, que dizem ainda existir no Brasil. Qual o problema em se questionar a falta de transparência nos gastos da Copa? Isso aconteceu na França, Coréia, Japão, Alemanha e África do Sul, países que receberam as últimas edições do campeonato de seleções. Temos sim, o direito de ir para as ruas protestar contra a Copa, contra os desmandos, os erros, descasos e a Lei Geral da Copa,que tira a soberania brasileira sobre o evento, entre outras coisas.

Se vivemos e coabitamos um ambiente de liberdade para protestos e liberdade de expressão, consignado pela Carta Magna vigente, não podemos admitir uma atitude reacionária do poder central em criar um contingente de 10 mil militares para combater e reprimir os protestos que possam ocorrer durante o evento da FIFA.  


Mais uma vez o governo acaba alimentando o discurso dos verdadeiros reacionários que são contra o povo brasileiro e que vivem de favores políticos,econômicos e financeiros do estado feudal brasileiro. Temos sim,  o direito de reclamar e protestar contra a aquilo que é prejudicial ao bem comum. Que tenha a Copa, mas não tirem o nosso direito de protestar...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...