domingo, 13 de abril de 2014

A encruzilhada do Rio de Janeiro

Luiz Antônio Simas conta sobre a "Pequena África"
No último sábado, (12/04), assisti o primeiro evento do “Ágoras Cariocas”, uma inciativa do Coletivo de Cultura Norte Comum que visa trazer para a mesa de bar discussões sobre a história e cultura popular de cada bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro.

Realizada em um quiosque localizado na área de lazer da estação de metrô do Bairro do Estácio, a palestra do Pesquisador em História Social, Luiz Antônio Simas, versou sobre o local configurado por ele como a “encruzilhada do Rio de Janeiro”, pois ali se formou a “Pequena África”, um entroncamento cultural da cidade erguido entre terreiros, botequins e puteiros que eram localizados a partir da Região Portuária, e abrangiam a antiga área que é hoje a Avenida Presidente Vargas e que vai até ao Morro do São Carlos, um verdadeiro espaço de saberes que contribuiu para a formação da “gênese carioca”. Eu confesso que achei muito bacana o trabalho do pesquisador, e, claro, a inciativa do "Ágoras Cariocas". É preciso, de fato, conhecermos o patrimônio intangível de uma cidade tão dinâmica como o Rio.


Saiba mais sobre a pesquisa de Simas e a alma carioca em http://hisbrasileiras.blogspot.com.br/
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...