sexta-feira, 1 de maio de 2015

Os donos da violência

O massacre contra os professores no Paraná mais uma vez reafirma o que pensa o estado brasileiro em relação a quem vai para rua exigir seus direitos e melhores condições de vida. Quando digo estado, falo de todas as esferas administrativas do país: das prefeituras ao governo federal,independente de que partido esteja no poder. O que importa é baixar a borduna em quem reclama. E para corroborar com isso, temos sempre a nossa velha mídia corporativa que sempre eufemiza esse episódios, quando não criminaliza os movimentos sociais como fez em 2013

A polícia que desce o cacete não é a polícia do Cabral, Pezão, Aécio, Agnelo, Alckmin, Eduardo Paes e da Dilma. É a polícia do estado brasileiro que ainda conserva o velho hábito de controlar as insatisfações na base do porrete. Eu aqui não quero isentar ninguém. Se é do PT, PSDB, PDT, PMDB, e outro partido menos falado é sempre o mesmo discurso da criminalização e do confronto, colocando a culpa nos radicais e arruaceiros. É uma práxis do estado com apoio sim da elite econômica/empresarial e da mídia. Para encerrar, a minha solidariedade aos 17 bravos policiais paranaenses que se recusaram a espancar colegas trabalhadores.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...