sexta-feira, 18 de março de 2016

O Brasileiro que deu certo

José Jr. e João Dória Jr, exemplos clássicos de brasileiros que deram certo
Há mais de 40 anos a ditadura criou um sistema de ensino que não gera nenhuma capacidade critica e de reflexão do individuo. Assim foi implantada uma cultura voltada somente para o consumo e individualização do sujeito na sociedade. As universidades privadas em grande quantidade formam seus graduandos baseados em conteúdos voltados apenas para o "Deus" mercado. Esse mesmo modelo privado de ensino superior apresenta duas castas: instituições que formam empresários e especialistas em finanças e especulação financeira, e a outra que prepara operários de diploma (estou incluído nessa).

A formação critica desse sujeito é feita pela grande mídia que o entope com informações que criminalizam à cidadania e a sua participação em grupos como, grêmios estudantis, sindicatos e movimentos sociais, entre outros. Além disso, essa mesma mídia instaura o caos permanente na administração pública como, principalmente, na área de segurança pública. Ainda nesse processo incute e sobrevaloriza a incapacidade dos políticos, desacreditando -os permanentemente na gestão da causa pública.

Resultado do produto, ops! Processo: uma pessoa que não é capaz de frequentar uma assembleia de condomínio; que é irascível ao dirigir no trânsito; apresenta dificuldades em desenvolver trabalhos em equipe (relacionamento em grupo) e tem dificuldade em aceitar o diferente; assim como ser incapaz de entender a diversidade cultural do seu entorno social.
Ele se classifica como um ser apolítico, pensa e age como uma empresa; e tem um imenso desprezo pela democracia e as instituições democráticas. Acredita que o estado deve funcionar como uma verdadeira empresa com foco no lucro e resultados.
Pronto, assim o Brasil produz há tempos o "homofascioneoliberalis"


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...