quarta-feira, 11 de maio de 2016

Marcha da Maconha 2016



O debate sobre a descriminalização das drogas sempre vem à tona quando da realização da Marcha da Maconha. A questão envolve a discussão de vários aspectos e situações que envolvem uma quebra de paradigma quando a partir de pesquisas cientificas e da liberação de seu uso e cultivo para fins medicinais e recreativos ganha espaço na opinião pública.

As políticas proibicionistas se mostram ineficazes e custosas pois os países e estados gastam fortunas na chamada guerras às drogas sem registrar qualquer avanço na diminuição na suas taxas de criminalidade, ao mesmo tempo essas políticas públicas acabam sendo utilizadas para segregação social e racial, o Brasil é um grande exemplo disso em seus morros, favelas e periferias. Por isso, é muito importante tentarmos entender a proposta e o entendimento dado por aqueles que defendem a  descriminalização e legalização da maconha. 

Temos exemplos de vários países que já colocam em pratica uma visão que não trata mais essa questão como caso de polícia. Nações como Uruguai, Portugal, Canadá e alguns estados americanos como o Colorado avançaram no entendimento que a questão do consumo de maconha envolve uma gestão vinculada à saúde pública.

Produzi esse vídeo durante a realização da Marcha da Maconha 2016 no último dia 7 de maio no Rio de Janeiro. Colhi depoimentos, conversei com diversas pessoas sobre o assunto e cheguei a uma conclusão: do jeito que está não pode continuar. Precisamos mudar essa leitura sobre o combate às drogas e a criminalização de seus usuários. Essa guerra só interessa a quem ganha dinheiro com ela: indústria de armas, políticos corruptos e forças de segurança corrompidas pelo velho esquema.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...