sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O limite da subjetividade: desacato ou abuso?



O crime de desacato alegado por policiais e agentes de segurança contra manifestantes não está extrapolando a chamada subjetividade do agente público? São vídeos e mais vídeos que aparecem na rede mostrando várias situações. Parece não haver limite para essa subjetividade do agente público. 

Ele tem a prerrogativa de determinar um desacato, mas não avalia quando comete um abuso? Nas imagens seus colegas e superiores em nenhum momento avaliam um possível abuso de autoridade.


Senhore(a)s estamos, sim, vivendo tempos de exceção. Uma práxis comum e denunciada em abordagens nas favelas e periferias está sendo colocada em pratica agora contra manifestantes contrários a todas as esferas de governo e eventos, como a Olimpíada, em nome de uma "ordem pública". Advogado(as) pronunciem-se por favor...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...