sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Ventos autoritários que voltam




Já não bastasse ganhar no golpe, e, recentemente, no voto os usurpadores atuais do poder no Brasil lançam uma estratégia de criminalização aos movimentos sociais brasileiros e contra a esquerda. 

Na manhã desta sexta-feira (04), cerca de 10 viaturas da polícia civil e militar invadiram a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) em Guararema, São Paulo.
De acordo os relatos, os policiais chegaram pela manhã, pulando o portão da Escola e a janela da recepção, e entraram atirando em direção às pessoas que se encontravam na escola. Os estilhaços de balas recolhidos comprovam que nenhuma delas é de borracha e sim letais.

Conjugado com ataques a direitos trabalhistas, sociais e aos sistemas de saúde e educação, o governo Temer e o poder judiciário do Brasil parecem querer erguer uma nova ordem que despreza totalmente o direito de critica e a democracia.

Nas últimas semanas estudantes ocupam milhares de escolas públicas e universidades em defesa da educação e contra o corte de verbas imposto pelo governo golpista. Em reação, ao direito de manifestação, consagrado na Constituição de 1988, diversos mandatos de reintegração de posse estão sendo expedidos por juízes que determinam até práticas de tortura contra os jovens, como a determinada pelo juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, que indica à polícia militar promover a desocupação do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, utilizando técnicas de privação de sono dos estudantes que protestam em favor da educação pública e universal.
Concomitantemente são realizadas operações policiais sem autorização judicial; integrantes de milícias têm invadido as ocupações com ameaças, como tem feito o MBL, agredindo os jovens, em uma clara situação de violação de direitos humanos e pratica fascista.

Infelizmente, tempos que outrora achávamos que não fossem mais voltar, agora retornam com os ventos do autoritarismo golpista, sob a chancela de representantes e agentes da justiça que retiram as mascaras e revelam suas reais intenções autoritárias. E assim, usam a justiça e tapam-lhe os olhos para à democracia, pondo no chão o Estado Democrático de Direito.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...